Dia‌ ‌Internacional‌ ‌da‌ ‌Pessoa‌ ‌com‌ ‌Deficiência‌ Versão para impressão

Neste tempo pandémico, provocado pela Covid-19, temos de ser, cada vez mais, responsáveis pelos nossos atos. Temos receio dos que estão doentes, dos que estão infetados, temos receio dos que são diferentes, assusta-nos as ideias de fracasso e rejeição. E tornamo-nos cada vez mais conscientes não só dos próprios medos, mas também dos medos dos outros. Se o medo é um entrave, também pode ser um motor de arranque. Não "tenhamos medo" de arriscar, não tenhamos medo de viver, não tenhamos medo de educar, não tenhamos medo de inovar. Confiemos na nossa capacidade combativa. Como diz Jean Vanier no seu livro Verdadeiramente Humanos, “O medo está na base de todas as formas de exclusão, tal como a confiança está na génese de todas as formas de inclusão.” É infindável a lista daqueles que podemos excluir; podemos ter a certeza de que cada um de nós está na lista de alguém: os sem-abrigo, os doentes, os moribundos, os jovens, os idosos, os incapacitados, os estrangeiros, os imigrantes…

Assim, os Grupos de Educação Especial e Educação Física, dando cumprimento ao previsto no PAA do Agrupamento, voltam a assinalar o “Dia Internacional da Pessoa com Deficiência”, no dia 3 de dezembro.

Pretendemos, mais uma vez, sensibilizar a Comunidade Educativa com a visualização de uma curta-metragem e posterior reflexão, bem como, uma atividade lúdica e recreativa: 'Xadrez Humano', a fim de promover a integração de pessoas com deficiência na Comunidade Educativa e na sociedade.

 

Para saber mais sobre a verdadeira história de Ian : https://quebichotemordeu.com/destaques/a-historia-de-ian-e-tambem-a-de-todas-as-criancas/

 

Grupo da Educação Especial e de Educação Física